O que é um ERP e como conectá-lo com sua estratégia de marketing

Começar uma empresa e garantir o seu sucesso não é tarefa fácil – e você, gestor, sabe disso melhor do que ninguém. Entre as preocupações mais comumente apontadas pelos administradores está a busca por formas de aumentar a produtividade da equipe e as vendas da sua empresa. E é justamente aí que um bom ERP pode ajudar!

Um ERP é um software desenvolvido com a finalidade de tornar a gestão da sua empresa muito mais simples e descomplicada. E isso, é claro, sem que você perca na qualidade e confiabilidade das informações que o sistema ERP oferece.

Se você ainda não conhecia, nem tinha ouvido falar desse tipo de software gerencial, então não pode deixar de conferir a seguir tudo o que um ERP pode fazer para ajudar a sua empresa a crescer:
Vamos começar pelo começo…

O que é um ERP?

ERP é uma sigla que vem do inglês “Enterprise Resource Planning” – ou, em bom português, Planejamento dos Recursos Empresariais. Como gestor, você já sabe que planejamento é a chave que pode garantir para a sua empresa os melhores resultados, não é mesmo?

Um ERP é um software que permite controlar em um só sistema todas as informações relevantes para o bom funcionamento da sua empresa. Não é à toa que os ERPs são conhecidos como sistemas integrados de gestão.

Na prática, isso significa que você poderá acompanhar em um só lugar todos os dados referentes às vendas realizadas pela sua equipe. Mas não apenas isso: dados de fornecedores e clientes, níveis dos seus estoques, contas a pagar e receber, etc – tudo poderá ser administrado a partir de uma única plataforma.

Entre as vantagens de integrar todas essas informações em um só sistema, podemos listar:

● Melhoria da comunicação entre os departamentos da sua empresa;
● Maior rapidez e assertividade na tomada de decisões, visto que as informações estão muito mais acessíveis à gestão;
● Maior controle de estoques, evitando atritos desnecessários com clientes;
● Maior controle dos resultados das ações de marketing, resultando em melhoria e adaptação constante das estratégias de marketing ao mercado.

Tudo isso é lindo, mas….

erp

Como um ERP vai ajudar a sua empresa na prática?

A experiência tem mostrado que um ERP gera um aumento efetivo na produtividade das empresas que adotam esse sistema de gerenciamento. Da mesma forma, há considerável redução de custos, melhoria na relação com os clientes e maior organização e eficiência nos negócios de uma forma geral.

É claro que nenhum desses resultados é fruto de um passe de mágica. A seguir você confere quais são as ferramentas oferecidas por um ERP que permitem alcançar tais resultados práticos e concretos:

◊1.- Controle financeiro: Cuidar do capital da sua empresa é o primeiro passo para garantir que ela continue funcionando e possa crescer sempre mais.

É justamente para isso que um ERP conta com as ferramentas de controle financeiro: para que você tenha na ponta do lápis – ou melhor, a um click – todos os dados referentes às contas a pagar e a receber, facilitando o controle de fluxo de caixa e a realização de conciliação bancária.

Além disso, um ERP conta com módulo emissor de boletos bancários e de NF-e, tornando todo o processo burocrático da sua empresa muito mais ágil. Essa agilidade se traduz em mais tempo para que você e sua equipe possam se dedicar efetivamente aos clientes!

◊ 2.- Controle de estoques: Se cuidar do capital é fundamental, mais ainda é vital cuidar dos estoques da sua empresa.

Afinal, eles representam um capital da sua empresa que não só já foi investido, mas ainda corre risco de depreciação se ficar parado.

Além disso, o histórico de variação na quantidade de determinados itens nos seus estoques vai permitir que você identifique:

● Produtos com maior procura, garantindo que não haja falta dos mesmos em estoque;
● Produtos com menor saída, possibilitando que você decida pelo interesse ou não em investir em ações de marketing;
● Variação nos volumes de estoques durante e após a vigência de suas campanhas de marketing;
● Sazonalidade nas vendas, permitindo que você se prepare para melhor atender os clientes nas épocas de maior demanda.

◊ 3.- Perfis de acesso: garantir uma comunicação eficiente entre os diversos departamentos da empresa é, muitas vezes, um desafio.

Para ajudá-lo também aí, um ERP vai permitir que você crie diferentes perfis de acesso para os seus colaboradores.

Dessa forma, sua equipe vai poder consultar online e em tempo real as informações referentes à dados dos clientes, contas à receber, situação dos estoques, etc. A grande vantagem disso é evitar aquelas “saias-justas” em que, por falha de comunicação, um cliente é cobrado de forma indevida, ou um produto é “vendido” sem que ele esteja de fato disponível em estoque, e assim por diante.

Melhorar a comunicação interna da sua equipe é uma das melhores formas de garantir um serviço de qualidade e um melhor atendimento ao cliente. Tudo isso colabora fortemente para o processo de fidelização do seu consumidor e para o crescimento da sua marca.

Ok, mas, nisso tudo, onde entra a…

erp

Relação entre um ERP e a melhoria das estratégias de marketing?

Para responder a essa questão, vamos começar colocando uma outra pergunta: como você avalia as estratégias de marketing implementadas pela sua empresa? Quais as ferramentas que você utiliza para controlar quais as ações de divulgação são mais ou menos efetivas, mais ou menos custosas, mais ou menos eficientes?

A questão mais relevante é: não basta que a estratégia de marketing implementada pela sua empresa seja linda no papel. Um estratégia de marketing precisa ser efetiva, precisa trazer resultados. E é aí que um ERP vai poder ajudar a sua empresa.

Um ERP vai permitir que você tenha em mãos dados concretos para definir não apenas a eficiência da sua ação de marketing, mas ainda para te ajudar na hora de identificar o público alvo das suas ações.

Saber para quem você está vendendo e qual a forma mais efetiva de alcançar esse público são certamente as duas contribuições mais importantes que um ERP tem a dar para a estratégia de marketing da sua empresa.

Vale igualmente lembrar que uma estratégia de marketing deve ser pensada a longo prazo, priorizando o estabelecimento de um bom relacionamento com os clientes e preparando os prospects para o momento da compra.
Vamos passar para alguns exemplos mais concretos?

Marketing & Fidelização do cliente

Para começarmos a conversar sobre a prática do Marketing na atualidade, o primeiro passo é deixar de lado aquela velha idéia do marketing como a propaganda ou promoção de um produto em particular. Isso é coisa do século passado, acredite! Se você quer melhores resultados, vai precisar se atualizar.

Entenda o Marketing como a promoção da sua marca. E não tome essa ideia como um fato ou momento isolado. Ao contrário, o marketing é – assim como a venda resultante – uma conversa que envolve pessoas e, por mais óbvio que isso pareça, seus ideais, seus desejos suas expectativas.

Um Marketing eficiente começa com a definição de quem é, exatamente, o seu consumidor atual e quem seria o seu público alvo. Boas práticas de Marketing digital, como o já conhecidíssimo marketing de atração ou Inbound marketing, vão partir dessas informações.

E isso porque, para fidelizar o seu cliente atual, é preciso garantir a sua identificação com a marca. A fidelização não acontece por acaso e tem pouco, ou quase nada, a ver com o serviço ou produto em si.

A fidelização acontece quando você é capaz de mostrar ao consumidor que:
● os valores pessoais dele são compatíveis com os da marca;
● a marca o reconhece enquanto indivíduo, sendo capaz de atender e superar as suas expectativas no atendimento;
● a marca tem algo a oferecer além do produto: em outras palavras, a relação cliente-marca não se baseia apenas na venda.

Imagine-se começando um novo relacionamento pessoal (não necessariamente amoroso): o primeiro encantamento ocorre no nível da troca de ideias, na conversa. É aí que você vai ouvir da outra pessoa o que interessa para ela e onde você vai expor os seus interesses. É a partir daí que vocês dois vão decidir se há interesse mútuo em seguir nesse relacionamento, amizade ou não.

O processo de vendas não é diferente e é exatamente nesse princípio que se baseia o Inbound Marketing. Trata-se de atrair o cliente com publicações, emails e postagens online com assuntos que sejam pertinentes para o contexto da marca, mas que sejam igualmente relevantes para o consumidor.

Nada de mandar email, fazer anúncio ou realizar postagens com foco no produto! Foque no cliente!

erp

Marketing & Gestão de Leads

Da mesma forma que as publicações online da sua empresa tem por objetivo manter acesa a chama da relação entre a marca e o cliente, elas servem para atrair novos leads. Conteúdos relevantes e de qualidade são ótimos para divulgar a sua marca, garantindo maior projeção no seu mercado.

Ofereça aos potenciais clientes algum benefício – ebook, brinde, oferta especial – em troca de dados cadastrais que permitam transformar esses “interessados” em leads que poderão ser trabalhados ao longo do tempo. Não tenha pressa: a venda é feita aos poucos – hoje você atrai, amanhã conquista.

Invista em campanhas de email marketing que mantenham a sua marca sempre ativa na mente dos seus leads. Mas lembre-se sempre da regra de ouro: cuide de oferecer nesses emails um conteúdo que seja de interesse do seu público-alvo, para garantir que seu esforço não será relegado à caixa de spam.

Marketing & Métricas de Vendas

Por fim, veja o marketing como um investimento de longo prazo da sua empresa. Como qualquer investimento, é preciso traçar uma estratégia que seja compatível com os objetivos que a sua empresa pretende alcançar. Da mesma forma, é preciso acompanhar os resultados obtidos e corrigir o curso sempre que necessário.

Para isso, conte com o apoio de um sistema integrado de gestão ERP. Como já vimos, ele vai permitir identificar facilmente o impacto das suas ações de marketing nas métricas de venda de cada colaborador e nas variações de cada item disponível em seus estoques.

Além disso, um sistema ERP é, como mostramos, um sistema de gerenciamento integrado. Isso significa que ele permite conectar todas as informações inseridas no sistema, gerando relatórios que acompanham e registram o dia a dia da sua empresa.

Ao fazer uso dos relatórios gerenciais do seu ERP, você certamente vai notar a facilidade e rapidez que eles trazem para o seu processo de tomada de decisões. É essa agilidade que vai garantir que a sua empresa sai na frente, sempre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.