Rejeição por volume de envio nos ISP

Muitos clientes já entraram em contato conosco para saber porque às vezes os e-mails de alguns provedores de e-mails parecem chegar atrasados. Outlook / Hotmail e outros ISPs limitam o número de mensagens de um IP que podem ser enviadas em um período de tempo específico com base na reputação do IP. Sempre que um IP excede o limite de e-mails, qualquer comando irá receber o código de erro SMTP 421.

Esta é a razão pela qual nos envios detalhados as vezes, você poderá ver e-mails com estado em fila.

Isso significa que, ao enviar este e-mail, o ISP destino retorna um código de erro e o sistema deverá tentar entregar a mensagem mais tarde. Estas tentativas podem demorar até 72 horas, por isso às vezes é possível que um e-mail enviado chegue ao destinatário com horas de atraso, mas isto não ocorre por algum problema na Mailrelay, mas sim porque naquele momento o servidor de destino não aceitou o e-mail e pediu que fosse feita uma nova tentativa mais tarde.

A grande questão é quantos e-mails podem ser enviados antes de o servidor começar a rejeitá-los e colocá-los em fila? Infelizmente, é uma pergunta sem resposta. O ISP de destino irá variar este número de acordo com a reputação do domínio de envio e dos IPS, spam complaints, spamtraps, aberturas, etc.

O que é importante entender, é que seguindo as diretrizes de envio impostas pelos servidores destino é muito provável que seus e-mails não fiquem em fila.

Além disso, é importante entender que cada campanha que você envia tem o poder de melhorar ou piorar a reputação do seu domínio e que não existe uma solução mágica para melhorar sua reputação, é preciso trabalhar aos poucos, melhorando seu engagement, filtrar seus assinantes para poder segmentá-los e respeitar sua privacidade.

O que pode ser feito em caso de ter e-mails em fila por exceder o volume de e-mails de um ip?

O primeiro a fazer é entrar em contato com o nosso Departamento de Atendimento ao cliente para que possamos estudar o problema de uma forma personalizada. Podem ser várias

As razões pelas quais o problema está ocorrendo e assim será mais fácil  visualizar cada caso individualmente e poder projetar um plano de ação.

De um modo geral, será preciso verificar se existem spam complaints, se as bases de dados são 100% confirmadas com double opt-in, verificar se os templates utilizados estão cumprindo com as normas recomendadas e se o DNS foi corretamente configurado, com SPF e DKIM, etc. Este post traz um resumo dos principais pontos a examinar.

Se depois de analisar todos estes pontos e confirmar que suas campanhas estão cumprindo com todas estas diretrizes, os ISPs de destino ainda estiverem rejeitando seus e-mails, será preciso entrar em contato com o ISP para solicitar que seu caso seja revisado, embora seja importante observar que a resposta nem sempre é positiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.