Cómo escribir un email que venda más

Email Copywriting: Escrever emails que vendem

Utilizar técnicas de copywriting em suas campanhas de email marketing irá melhorar a taxa de abertura, aumentando a chance de o usuário ler a mensagem, o que irá aumentar a taxa de conversão. Três aspectos fundamentais que todos queremos ver nos relatórios semanais.

Se considerarmos o fato de que o ROI do email marketing é muito maior do que outros canais, você pode imaginar os resultados que podem ser obtidos pela aplicação da técnica de persuasão em cada uma de suas campanhas.

Eu quero compartilhar com você várias técnicas testadas que tenho utilizado durante os últimos 4 anos, com  bons resultados tanto em minhas campanhas, como para clientes.

O primeiro passo: Seu objetivo deve ser claro.

A teoria, todos nós sabemos:

O copywriting é uma técnica de persuasão, utilizada a fim de convencer o leitor a executar uma determinada ação.

Antes de escrever um e-mail você deve saber com 100% de certeza  qual é essa ação. De nada servirão as técnicas que você irá aprender hoje se esse email não tiver um objetivo definido.

Então, pergunte-se:

Então, pergunte-se: “O que quero que este cliente em potencial faça”? 

  • As respostas são quase infinitas:
  • Quero que leia o meu último post.
  • Que se registre em um webinar.
  • Que acesse o meu novo website.
  • Que responda a uma pesquisa.
  • Quero que compre o meu produto ou serviço.

O assunto da mensagem: a chave para a abertura.

Nós revisamos a caixa de entrada várias vezes ao dia. Você e Eu. Então, pense, o que, em sua opinião faz com que você abra um email sem pensar, porque você deixa para ler determinadas mensagens mais tarde ou decide deletar o email diretamente, ou o marcar como spam?

Certamente existem muitos fatores, mas eu gostaria de falar especialmente sobre dois:

1) Ter afinidade com a marca ou pessoa.

2) Sentir-se atraído pelo assunto da mensagem.

Como uma empresa, os dois aspectos estão em suas mãos, mas enquanto o primeiro irá levar tempo e um plano de ação para alcançar o objetivo desejado, o segundo é tão fácil como usar as palavras certas.

Mesmo que o usuário não leia seu email, ele irá ver o assunto: Motivo suficiente para o assunto tornar-se o componente mais importante de sua campanha.

6 Técnicas testadas para escrever uma boa linha de assunto:

  1. -Assuntos curtos para venda vs. assuntos longos para oferecer conteúdo. –
  2. -Os assuntos  descritivos funcionam melhor do que assuntos criativos.
  3. -Não personalize o assunto  com o nome da pessoa e você poderá economizar alguns caracteres.
  4. -O assunto não deve parecer um anúncio, não deve se tornar um slogan.
  5. -O uso de emoticons, superlativos e exclamações geralmente não funciona.
  6. -Perguntas indiretas, no entanto, tem melhores taxas de abertura.

De qualquer forma, não há uma ciência exata. O que para mim pode ser atraente para você poderia ser considerado spam. A mesma coisa acontece com a sua lista de assinantes. Portanto, o segredo é testar, por exemplo com testes A/B você poderá descobrir quais assuntos tem melhores resultados.

O CONTEÚDO DO EMAIL: deve criar engagement.

Recebemos muitos emails ao longo do dia. É uma guerra fria entre as marcas e os profissionais por uma posição nas caixas de entrada de milhares de leads.

Se um de seus clientes potenciais decidir abrir seu email ele já está investindo algo muito precioso para ele: seu tempo.

Para criar engajement e conseguir um leitor fiel de suas campanhas, você deve fazer o possível para que o tempo que ele investiu em você não seja em vão. Se você enviar conteúdo irrelevante, cedo ou tarde a reação em Cadeia irá começar:

Ele irá parar de ler seus e-mails> Irá excluir as mensagens > eventualmente, irá cancelar a assinatura.

7 chaves para escrever o conteúdo de um e-mail

  1. -Você deve usar uma ideia por parágrafo.
  2. -Apenas coloque texto em negrito e itálico para destacar ideias importantes.
  3. -Tente fugir das palavras negativas, transformando-as em estruturas positivas.
  4. -Tente convencer através de frases simples e diretas, não coloque demasiado texto desnecessário.
  5. -A estrutura ideal não deve exceder 3 parágrafos curtos.
  6. -Números e dados sempre funcionam para ganhar credibilidade.
  7. -Repita sua idéia principal no  começo e no fim.

Mais e mais frequentemente lemos nosso email através de um dispositivo móvel, por isso as mensagens devem ser ainda mais diretas. Você deve fazer o possível para que cada frase tenha um propósito e que todos esses propósitos consigam convencer o leitor para que decida clicar e executar a ação que você deseja.

Da mesma forma que você não deve enviar um e-mail sem um objetivo, você não deve escrever uma frase vazia. Faça com que tudo o que você escreve seja relevante e importante.

CALL TO ACTION: A hora  da verdade

Eu recomendo que você seja breve em suas campanhas de email. Não somente por que os leitores irão escanear (é verdade, todos nós escaneamos, mas se ele realmente estiver interessado, o usuário irá ler a mensagem  palavra por palavra), por isso é tão importante ter cuidado ao criar a chamada à ação.

Por experiência, sei que se tentar fazer com que os assinantes realizem mais de uma ação no mesmo email terá consequências negativas nas taxas de clique. Eu já tive campanhas que caíram de um 52% a 19% apenas porque eu tentei encorajar minha lista de assinantes utilizando mais de uma ideia.

É por isso que eu digo novamente: 1 EMAIL = 1 CALL TO ACTION. Não tente adicionar mais de uma ideia. Como eu disse antes, é preciso primeiro encontrar o objetivo da campanha. Apenas um.

8 dicas para escrever CTA Em e-mail marketing

  1. -Seja muito específico com o texto de sua CTA, não crie ambiguidade.
  2. -Se você usar botões com design, funcionam melhor com fundo branco.
  3. -Se você desejar fugir do CTA típico,  tente focar somente no benefício e tente descrevê-lo.
  4. -Deixe muito claro o que irá acontecer quando o usuário clicar para evitar medos.
  5. -Usar a primeira pessoa ajuda a criar gatilhos (meu em vez de você).
  6. -Palavras como compra ou reserva podem criar rejeição.
  7. -Melhor utilizar outras menos agressivas como Consiga ou aprenda.
  8. -Utilizar  2 CTA, uma no início e outra no final, pode aumentar a taxa de cliques.

A chamada à ação deve ser poderosa, deve conseguir transmitir ao leitor o que ele deve fazer, para que ele aceite dar o próximo passo. Por isso, ela deve ser curta, simples de entender e 100% honesta.

Quanto ao uso de 1-2 CTA há estudos contraditórios.

Pessoalmente, acho que isso depende do que você quer que o seu leitor faça. Se você está vendendo um produto novo e complicado, usar uma chamada à ação no cabeçalho não faz sentido.

No entanto, se você está enviando uma newsletter semanal do seu blog, posso garantir que um link no início e no final do email pode ser uma boa ideia.

Há também estudos que garantem que colocar o assunto no botão da CTA no final de um email de vendas pode funcionar. Mas como eu disse antes, apenas testando você poderá saber o que realmente funciona para você.

Importante: NÃO SE ESQUEÇA de todos os pontos principais

Eu sou uma copywriter freelancer, o que significa que trabalho com clientes diferentes a cada semana, permitindo-me conhecer em primeira mão quais são as idéias preconcebidas sobre o uso de copy.

Um dos erros mais comuns é o de isolar o copywriting como o único aspecto do panorama digital. Os clientes querem a melhor homepage do setor, o Melhor PDF Corporativa, a MELHOR landing page, e  claro, a melhor campanha de email marketing.

Mas o copywriting está em toda parte:

-No formulário de assinatura para capturar leads.
-Nas campanhas de redes sociais.
-Na landing page.

Para que o copywriting funcione é preciso ter uma estratégia global. Não adianta escrever o email mais persuasivo do mundo se não for possível  atender às expectativas do cliente potencial, depois que clicar.

Portanto, você não deve se concentrar apenas em escrever emails com altas taxas de abertura. Pense sobre o que irá vir a seguir. Se você tiver aplicado copywriting na sua campanha, o mesmo tom e voz deve ser transmitido na sua landing page / blog / seção web para onde você enviar os assinantes.

Só então, trabalhando com o copywriting em conjunto, você conseguirá fazer com que suas taxas de conversão tripliquem e você poderá aproveitar todo o potencial de uma incrível ferramenta como o email marketing.

Se você está interessado em explorar mais o mundo do do copywriting, eu tenho uma receita secreta. Você só precisa de cinco ingredientes para criar textos persuasivos. O link está em espanhol, caso exista interesse:

Acessar link original

rosa-morel-avatar

Rosa Morel  é uma copywriter profissional. Por mais de cinco anos ajuda as empresas a melhorar através de textos persuasivos em seu site rosamorel.com sobre copywriting, onde posta vídeos semanais com dicas sobre escrever para conquistar. Ela também é CEO da TUCCAN, 1 Agência de copywriting especializada em turismo.

Facebook: https://www.facebook.com/rosamorelcopy
Twitter: http://twitter.com/rosamorelcopy
Linkedin: http://linkedin.com/in/rosamorel
Youtube: https://www.youtube.com/c/RosaMorelcopy

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.